• Poder

    Sunday, 14-Jul-2024 02:34:56 -03
    [an error occurred while processing this directive]

    Herdeira do Itaú bancou 83% de instituto de Marina

    AGUIRRE TALENTO
    FERNANDA ODILLA
    DE BRASÍLIA

    07/09/2014 02h00

    A herdeira do banco Itaú Maria Alice Setubal, a Neca, doou cerca de R$ 1 milhão em 2013 ao instituto que a candidata Marina Silva (PSB) fundou para desenvolver projetos de sustentabilidade, bancando 83% dos custos da entidade no ano passado.

    Neca, que é educadora, atualmente coordena o programa de governo de Marina e é uma das aliadas mais próximas da candidata.

    Os recursos dela praticamente bancaram todo o funcionamento do Instituto Marina Silva, que recebeu apenas duas doações em 2013. O repasse feito por Neca cobriu os gastos com funcionários, manutenção, impostos e aluguel, além de um projeto para digitalizar o acervo da ex-ministra do Meio Ambiente.

    A outra doação registrada pela entidade, no valor de R$ 208,4 mil, foi feita pela Fundação Porticus, para bancar um projeto de "mobilização para sustentabilidade", que contempla, entre outras coisas, desenvolvimento de eficiência energética.

    Neca diz desconhecer que sua colaboração foi a maior recebida pela entidade no ano passado. Afirma que o instituto de Marina é uma das 15 organizações com as quais colabora financeiramente.

    "Tenho como princípio ajudar as menores e as que estão começando", observa.

    A escolha pela entidade da candidata do PSB foi "natural", diz Neca, dada a importância dos projetos e a amizade que mantém com Marina.

    O Instituto Marina Silva foi fundado em fevereiro de 2011 pela ex-ministra, pouco depois de ela ser derrotada nas eleições presidenciais de 2010. Entre os associados estão o marido dela, Fábio Vaz de Lima, e seus quatro filhos, além de aliados que aderiram ao partido que tenta fundar, a Rede Sustentabilidade.

    Até agora, a maioria dos projetos da instituição estão em desenvolvimento e não foram concretizados.

    A Folha questionou o instituto sobre os principais doadores desde 2011 e quanto doaram. A campanha de Marina indicou os nomes dos colaboradores, mas manteve os valores sob sigilo.

    De acordo com a campanha, além de Neca, o instituto teve doações de Gisela Moreau e Mariana Moreau, duas participantes da fundação da Rede. O custo operacional médio do instituto, que ocupa cinco salas em um prédio comercial de Brasília, é de R$ 90,7 mil por mês.

    Em 2013, sete pessoas trabalharam para a entidade.

    Sérgio Lima-21.ago.2014/Folhapress
    A educadora Maria Alice Setubal, herdeira do Itaú e coordenadora do programa de governo de Marina
    A educadora Maria Alice Setubal, herdeira do Itaú e coordenadora do programa de governo de Marina

    PALESTRAS

    Além dos projetos, uma das funções do instituto é intermediar palestras gratuitas feitas pela ex-ministra. Em 2013, foram 78 palestras em 16 Estados e cinco países.

    Para as palestras contratadas mediante remuneração, a ex-ministra também criou uma empresa de pequeno porte em março de 2011.

    A Folha revelou na semana passada que a empresa teve faturamento bruto de R$ 1,6 milhão em três anos e três meses, com lucro de R$ 1 milhão no mesmo período.

    O estatuto da entidade diz que ela não receberá recursos públicos.

    "O instituto aceita doações de todos aqueles que se identifiquem com o seu objeto e razão existencial", informou a assessoria da candidata.

    Neca também colabora para campanhas. Segundo o Tribunal Superior Eleitoral, até agora ela doou R$ 470 mil a três candidatos a deputado federal (dois do PSB e um do PV) e a um senador (do PDT) de quatro Estados, além de R$ 200 mil para a campanha presidencial do PSB.

    [an error occurred while processing this directive]

    Fale com a Redação - leitor@grupofolha.com.br

    Problemas no aplicativo? - novasplataformas@grupofolha.com.br

    Publicidade

    Folha de S.Paulo 2024