• Poder

    Thursday, 23-Sep-2021 23:09:59 -03

    Três seguranças da Presidência são presos por suspeita de roubo

    DE BRASÍLIA

    01/10/2016 16h36

    Três militares do Exército que trabalham como seguranças da Presidência foram presos na noite de sexta (30) por suspeita de envolvimento em assalto.

    A informação foi confirmada pelo GSI (Gabinete de Segurança Institucional). Os três, diz o órgão, são "encarregados da segurança de instalações da Presidência da República".

    Os militares, com idades entre 20 e 21 anos, foram detidos pela Polícia Militar do Distrito Federal na região de Ceilândia portando, segundo boletim de ocorrência, pistolas de uso restrito das Forças Armadas, distintivos do GSI e entorpecentes.

    De acordo com registro da polícia, o grupo foi reconhecido por testemunhas e vítimas como sendo autores de roubos realizados pouco antes da prisão.

    "Todas relataram o mesmo 'modus operandi' praticados pelos autores, que abordavam as vítimas em via pública, com emprego de arma de fogo, tipo pistola, as submetiam a revista pessoal e subtraíam seus pertences pessoais e dinheiro. Todas as abordagens foram realizadas em via pública", diz trecho do registro policial.

    Segundo a PM do DF, os três mencionaram que estavam cumprindo escala de serviço de plantão no GSI e saíram durante período de folga para fazerem "correrias" (arrastão em via pública, segundo a polícia). No momento da prisão, estavam com R$ 963 e seis aparelhos de telefone celular.

    Em nota, o GSI disse que os militares estão presos no Batalhão de Polícia do Exército de Brasília. "O fato está sendo apurado com o rigor que as circunstâncias exigem, de acordo com a legislação vigente, pelo GSI e pelo Comando Militar do Planalto", diz trecho da nota do órgão do governo.

    Fale com a Redação - leitor@grupofolha.com.br

    Problemas no aplicativo? - novasplataformas@grupofolha.com.br

    Publicidade

    Folha de S.Paulo 2021