• Tec

    Sunday, 21-Apr-2024 17:34:59 -03

    Principal rede social da Rússia é proibida por engano de autoridades

    DA REUTERS, EM MOSCOU

    24/05/2013 12h04

    A principal rede social da Rússia foi brevemente proibida por autoridades nesta sexta-feira, em um movimento caracterizado como um "erro", mas que ocorreu após a intensificação da pressão do governo sobre a empresa.

    A VKontakte, a maior rede social da Europa criada no continente, com 210 milhões de usuários registrados, foi colocada durante a noite em uma "lista negra" de sites impedidos de distribuição de conteúdo dentro da Rússia. Horas depois, a proibição foi suspensa.

    O fundador da empresa, Pavel Durov, entrou em conflito com autoridades russas no passado por proporcionar um fórum de debate a ativistas da oposição, para organizarem protestos contra o presidente russo, Vladimir Putin.

    Divulgação
    Imagem de divulgação da rede social VKontakte, proibida por engano na Rússia, seu país de origem
    Imagem de divulgação da rede social VKontakte, proibida por engano na Rússia, seu país de origem

    "Isso aconteceu por engano", disse o porta-voz do órgão regulador das comunicações da Rússia, Roskomnadzor, Vladimir Pikov. "Nesse caso, alguém acionou uma configuração contra o endereço da rede social. O site foi retirado da lista e as restrições de acesso a ele foram suspensas."

    Durov, 28 anos, fundou o VKontakte em sua cidade natal, São Petersburgo, em 2006, e seu sucesso na construção da rede --que atrai 47 milhões de usuários por dia, que se conectam para compartilhar notícias, opiniões e fotos - tem atraído comparações ao Facebook, de Mark Zuckerberg.

    Durov se recusou a cumprir uma ordem do Serviço Federal de Segurança, sucessor da KGB da era soviética, para fechar páginas usadas por ativistas para organizar protestos contra a eleição parlamentar de dezembro 2011, que deu a vitória ao partido governista Rússia Unida, de Putin.

    "É um esforço meticuloso e metódico para trazer a rede sob o controle do Kremlin", argumentou o escritor de ficção científica e blogueiro Dmitry Glukhovsky, criador do videogame Metro 2033, à Reuters, nesta semana, sobre a pressão sobre o VK.

    "É um recurso muito importante para permanecer independente dos 'siloviki'", acrescentou Glukhovsky, referindo-se aos aliados de Putin, que compartilham do passado no serviço de segurança do líder russo, e agora estão em ascensão política.

    Fale com a Redação - leitor@grupofolha.com.br

    Problemas no aplicativo? - novasplataformas@grupofolha.com.br

    Publicidade

    Folha de S.Paulo 2024