• classificados

    Thursday, 23-Sep-2021 21:10:27 -03

    De cronômetro a GPS, avaliações Folha-Mauá progrediram junto com os carros

    RENATO ROMIO
    ESPECIAL PARA A FOLHA

    06/03/2016 02h10

    No início de 1996, o Centro de Pesquisas do Instituto Mauá de Tecnologia e a Folha iniciaram a parceria para a realização de testes de desempenho dos veículos.

    Essas avaliações permitiram aos técnicos envolvidos acompanhar de perto os avanços tecnológicos de todos os carros lançados a partir daquele momento.

    Os últimos 20 anos trouxeram transformações em segurança, eficiência energética, nível de emissões, quantidade de itens de eletrônica embarcada, entre outras.

    No mesmo ano, o airbag chegou aos carros nacionais; nos importados, já existia há muitos anos. Novos sistemas surgiram e as siglas proliferaram: EBD, ESP, ASR etc.

    Os equipamentos utilizados pelo centro -que está completando 50 anos- também evoluíram.

    No início, os testes utilizavam o marcador do veículo testado para aferir a velocidade, a partir de marcações na pista. O cronômetro manual ajudava a determinar o desempenho do modelo.

    No fim de 1996, um sistema óptico passou a ser usado para registrar velocidade, aceleração e deslocamento. O equipamento determinava os valores por meio de cálculos que envolvem a reflexão, no pavimento, da luz emitida pelo próprio aparelho.

    Atualmente, os testes utilizam GPS e há preparativos para iniciar ensaios com veículos 100% elétricos. Ainda há um longo caminho de inovação pela frente. Assim, será possível fazer outra avaliação daqui a 20 anos.

    Renato Romio é Chefe da Divisão de Motores e Veículos do Centro de Pesquisas do Instituto Mauá de Tecnologia

    Edição impressa

    Fale com a Redação - leitor@grupofolha.com.br

    Problemas no aplicativo? - novasplataformas@grupofolha.com.br

    Publicidade

    Folha de S.Paulo 2021